Imprimir

Fundação João Pinheiro promove seminário sobre a rede pública de educação básica de Minas Gerais

Data de publicação .

Adriana de Miranda Ribeiro e Danielle Ramos de Miranda Pereira, Gestoras de Ensino e Pesquisa do Centro de Estudos de Políticas Públicas da Fundação João Pinheiro (CEPP/FJP), proferem palestra sobre o Programa de Avaliação da Rede Pública de Educação Básica (PROEB): uma análise das metas pactuadas", dentro da programação do Seminário de Pesquisa da Escola de Governo da Fundação João Pinheiro. O evento acontece nesta sexta-feira, 8 de maio, das 15h00 às 17h00, no auditório Jussara Seixas da FJP (Alameda das Acácias, 70, 5º andar, Pampulha), é aberto ao público e tem entrada franca.

A série Seminário de Pesquisa acontece semanalmente desde 2005, durante os semestres letivos. O objetivo é difundir os resultados das pesquisas desenvolvidas na Escola de Governo e demais centros da FJP, muitas delas realizadas em parceria com instituições de ensino superior e outros centros de pesquisa. Os palestrantes são pesquisadores da própria Fundação e especialistas de instituições nacionais e internacionais.

De acordo com as pesquisadoras, a palestra é baseada em relatório que está sendo concluído pela FJP em parceria com o Programa Estado para Resultados (EpR) do Governo de Minas. Seu objetivo é avaliar o sistema de gestão por resultados implementado na área de Educação de Minas Gerais, mais especificamente no que se refere à avaliação da viabilidade e da ousadia das metas propostas para a melhoria da qualidade do ensino fundamental e médio nas escolas estaduais.

O estudo utilizou os resultados das provas de Língua Portuguesa e de Matemática do Programa de Avaliação da Educação Básica (PROEB) para os anos de 2002/03, 2006 e 2007 e as metas pactuadas para o período de 2008 a 2010.  Foram avaliadas a factibilidade e a ousadia das metas pactuadas e os resultados indicam que elas são desafiadoras, mostrando que o planejamento estratégico está sendo implementado de modo alinhado ao sistema operacional de Educação.

Currículos – Adriana de Miranda Ribeiro é graduada em Arquitetura e Urbanismo pela UFMG, mestre em Geografia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) e doutora em Demografia pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da Universidade Federal de Minas Gerais (Cedeplar/UFMG). Trabalhou na Superintendência de Informações Educacionais da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais em 2007 e 2008, setor responsável pela aplicação e execução do PROEB. No Cedeplar/UFMG, trabalhou com pesquisas voltadas para a educação em parceria com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Tem experiência em temas como fecundidade, migração e demografia da educação.

Danielle Ramos de Miranda Pereira é economista pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), mestre em Educação pela Faculdade de Educação da UFJF e doutora em Demografia pela UFMG. Trabalha com avaliação educacional e em estudos sobre rendimento escolar. Foi professora de Estatística nos cursos de Economia e Arquitetura da UFJF.