Imprimir

Perfil dos prefeitos brasileiros e o eleitorado

Data de publicação .

Portal de Notícias Minas Faz Ciência
Sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

COM DADOS FORNECIDOS PELO TSE, PESQUISA TRAÇOU O PERFIL DOS PREFEITOS ELEITOS NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS ENTRE 2000 E 2012 

O Brasil tem 8.516.000 km² e 5.570 municípios. Diferenças territoriais, socioeconômicas e culturais marcam essas milhares de cidades. E dentro de tamanha diversidade, qual o perfil dos prefeitos brasileiros? Como esse perfil se relaciona ao eleitorado?

Pesquisadores da Fundação João Pinheiro (FJP) se debruçaram sobre bases de dados disponibilizadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e pelos censos demográficos brasileiros de 2000 e de 2010. A partir das informações, estudaram o perfil dos prefeitos eleitos nos municípios brasileiros. Os resultados foram associados a características demográficas e socioeconômicas do eleitorado. Foram analisadas as variáveis sexo, idade, grau de instrução e ocupação, nas eleições ocorridas entre 2000 e 2012.

MUDANÇAS OBSERVADAS ENTRE OS PREFEITOS BRASILEIROS

O estudo retratou que a cada eleição havia uma crescente expansão de prefeitos com nível superior completo. Observou-se ainda uma elevação na faixa etária dos prefeitos eleitos.

A ocupação predominante identificada nesse período foi relacionada a escalões superiores do poder público, com destaque para os cargos de prefeito ou vereador. “Isso sinaliza que grande parte dos prefeitos eleitos já eram pertencentes a uma carreira política. Foram reeleitos para o mesmo cargo ou eram oriundos de outros cargos políticos”, explica Simone Cristina Dufloth, professora da Escola de Governo da Fundação João Pinheiro e uma das pesquisadoras responsáveis pelo estudo.

Observou-se a subrepresentação das mulheres nas prefeituras brasileiras. No entanto, não foi possível destacar um padrão único de relação entre o percentual de eleitoras mulheres nos municípios e prefeitas eleitas.

Por fim, o estudo observou que o perfil dos prefeitos eleitos variava conforme o tamanho ou o nível de desenvolvimento humano do município. Em municípios de grande porte, como capitais, os dados mostraram que é mais difícil ingressar na carreira politica. “Por outro lado, em municípios de pequeno porte, que em geral apresentam atividades econômicas menos desenvolvidas, é mais comum ter como prefeito eleito um comerciante, um professor, um médico ou uma pessoa com pouca experiencia na vida politica. Isso é mais difícil nas grandes cidades, onde grande parte dos prefeitos eleitos já tinha uma intensa atividade política e um histórico de ocupação de cargos públicos anterior”, afirma Simone Dufloth.